Poesia gótica

Lágrimas, sangue que minha alma chora,

Veneno, ódio que minha alma adora,

Silêncio…

Dom que apenas a morte lhe presenteia.

Morte…

Lágrimas de sangue que minha alma chora.

Lágrimas…

Lágrimas de ódio que minha alma ansia,

Ódio…

Morte…

Veneno viciante…

10 pensamentos sobre “Poesia gótica

  1. As minhas unhas cravam-se na tu carne
    Fazendo escorrer o teu pecado

    O meu sangue escorre entre as entradas dos túmulos

    A tua morte significa a minha vida

    Os espíritos daqueles que morreram por ti
    Anseiam a tua chegada

    Descalça, caminho sobre o chão frio do cemitério
    Ansiando por um milagre

  2. mínha alma chorà por justisa pela dor da inocencia humana com seus precomseitos malefikos q cada vex mais afeta todo o mundo.
    poiss cm muito odio luto contra isso
    sou gotiko é n temho medo d asumir n….

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s